Utilizando um Chromebook para desenvolvimento web

Estou a quase um ano utilizando apenas um Chromebook para desenvolver aplicações web e navegar na internet. Quero compartilhar minha experiência com o Chromebook e porque ele pode ser uma ótima ferramenta principalmente para quem desenvolve para web.

Estou a quase um ano utilizando apenas um Chromebook para desenvolver aplicações web e navegar na internet. Quero compartilhar minha experiência com o Chromebook e porque ele pode ser uma ótima ferramenta principalmente para quem desenvolve para web.


Porque utilizar um Chromebook?

Bom, o que me fez adquirir um Chromebook primeiramente foi o preço. Consegui comprar um por 600 e alguns quebrados em uma promoção relâmpago. Estudava na época e tinha outros gastos que eram prioridade, sem contar que precisa de um equipamento leve, já que ia carregar ele praticamente comigo para todo canto.

Por outro lado, sempre fui entusiasta de tecnologia, utilizo o Chromecast e conheci o mundo mobile graças ao Android. Já utilizo o Chrome como navegador principal a anos. Achei a idéia do Chromebook legal e decidi investir.

O que faz falta no Chrome OS?

Muitas pessoas devem ter o receio de trocar de plataforma justamente porque o Chromebook tem a premissa de apenas operar com acesso a internet. Na verdade, ele funciona normalmente sem acesso a internet, porém quando você tentar navegar na internet, a página não vai carregar. Mas existem várias aplicações padrões do Google com suporte nativo e offline, como o Gmail Offline, as aplicações do Google Docs (nenhuma precisa de acesso a internet se o app estiver instalado), dentre vários outros.

Outra coisa bem bacana, o suporte para aplicações do Android está sendo expandido para o Chromebook. Basicamente, a mesma coisa que a Microsoft fez no Windows 10, que foi criar apenas um ecossistema para os diversos disposivitos no mercado. Para desenvolvedores, isso basicamente significa que você desenvolve a aplicação apenas uma vez para os diversos dispositivos do mercado (pc, tablet, smartphone). O diferencial da solução do Google neste quesito é o seguinte: existem milhões de aplicativos para a plataforma Android, muitos até mais bem elaborados que soluções que estão a anos no mercado. O Chrome OS só tem a ganhar suportando aplicações do Android.

AH!, normalmente essas aplicações rodam como se estivessem sendo abertas em um tablet, porém em uma janela flutuante.

Utilizando um Chromebook para desenvolvimento web by Web Social Dev
exemplo do app Evernote no Chromebook

Desempenho do Chrome OS

Aqui tenho uma opinião bem contráditória (para alguns). Aprendi a utilizar o Chromebook sem pensar na minha necessidade, e sim no que ele tem a oferecer e como isso pode otimizar o meu trabalho. Por exemplo, eu utilizo o Chromebook da Samsung, ele não tem um hardware matador, usa o processador dual core fraquinho e 2GB de ram, bem diferente do Chromebook Pixel do Google, que conta com um i5 e até 8GB de RAM. Então, as vezes ele engasga muito com várias abas abertas. Como sou desenvolvedor, isso me ajudou e muito a prestar atenção na performance das minhas aplicações. Acabei otimizando vários sites que gerencio porque eles ficavam um tanto quanto lentos no Chromebook.

Ah, essa questão de desempenho do Chromebook também me abriu os olhos para as diversas soluções cloud disponíveis. Vamos falar sobre isso a seguir.


Quais as soluções disponíveis para desenvolvimento no Chromebook?

Bom, como havia mencionado, descobri diversas soluções baseadas na nuvem, ou cloud, para suprir minhas necessidades relacionadas a desenvolvimento focado na web.

Para substituir o pacote office, nada melhor que o próprio Google Docs + Drive. Sinceramente, abandonei o pacote office na versão 2007 e desde então faço todos os trabalhos acadêmicos, desde textos a slides e planilhas apenas pelo Google Docs.

Utilizando um Chromebook para desenvolvimento web by Web Social Dev
Google Docs, Sheets e Slides, alternativas gratuitas do Google para o Word, Excel e PowerPoint

Para desenvolvimento web, estou na saga ainda a procura da ferramenta perfeita, mas a que mais me atendeu até o momento foi o Cloud9. Inclusive, essa solução é altamente recomendada no grupo oficial do Chromebook no Google Groups. Para muitos, a existência dessa solução foi determinante para trocar o PC/MAC por um Chromebook. Bom, eu uso e recomendo. Se você é desenvolvedor front end (como eu), nela você cria uma VM do Ubuntu para criar a aplicação que desejar, em minutos, com suporte a diversas linguagens, acesso ao terminal e ainda utilização de ferramentas como Grunt, Bower, Yeoman, entre muitos outras.

Utilizando um Chromebook para desenvolvimento web by Web Social Dev
painel do Cloud9, ou C9

A saga na busca por uma Cloud IDE continua. Por enquanto, fiz um post comparando as soluções que já testei.

Para editar imagens, gosto muito do Picmonkey para edições simples, ou o Snapseed (que é integrado ao Google Photos/Plus), do próprio Google. Agora para quem quer de fato editar imagens, o Photoshop tem uma versão cloud exclusiva para o Chromebook.

AH!, tem também o Gravit, solução totalmente criada com HTML5/CSS/JS, open source, para criação e edição de vetores, criado em cima da plataforma de apps do Google Chrome.

Utilizando um Chromebook para desenvolvimento web by Web Social Dev
Gravit

Aqui devo assumir que editar imagens ainda não me causou incomodo, talvez porque trabalho mais com código.


Para finalizar…

Não acredito que o Chromebook realmente representa o futuro. Acho que muita coisa ainda pode mudar e simplesmente tudo pode não mais fazer sentido. Mas do jeito que as coisas caminham, tudo indica que esse realmente é o futuro, ainda mais com o lançamento do Windows 10 que segue o mesmo padrão de consistência do sistema.

Foco na web, o que estiver fora da web ou não fornecer suporte, simplesmente vai ficar para trás. Vide soluções que estão praticamente migrando para nuvem, como o Photoshop (mesmo como um projeto experimental) e outros exemplos que citei.

De fato, o Chromebook não é um dispositivo para qualquer usuário. Ele é altamente focado em tarefas simples que podem ser executadas através da internet. Não espere muita performance (a não ser que você adquira uma das versões parrudas do dispositivo), já que seu hardware é bem limitado (pelo menos até o momento no Brasil não existe nenhum modelo parrudo).

É isso ai galera, fiz esse review porque até hoje não tinha visto nenhum desenvolvedor nacional comentar sobre os benefícios de um Chromebook, voltado para desenvolvimento web. Quem quiser me questionar quanto a utilização ou sobre qualquer receio em adquirir um, pode encaminhar um comentário. 🙂

  • Arthur Jorge

    Boa tarde amigo, infelizmente acabei de passar por uma grande perda na “família” (meu MacBook morreu), e estou para adquirir uma nova máquina. Pensei em comprar um Dell ou Lenovo mas, lendo teu artigo realmente fiquei interessado em ter um Chromebook. Vou avaliar os requisitos que necessito para atender minha necessidade (atualmente cuido de um site html + php sobre tecnologias educacionais e estou fazendo uma graduação a distância). Pelo visto, app para desenvolver não será problema, agora questiono sobre app para abrir arquivos pdf, suporte a impressoras, sabe informar como estão tais recursos no Chromebook? Outra dúvida, é obrigatório estar conectado na internet para poder utilizar ou ele funciona offline também?

    • Olha Arthur, não precisa de internet pra funcionar não, mas as aplicações mais produtivas tipo cloud ide só funciona com internet. Hoje já tem ide app também que ajuda bastante. Não abro mão do meu PC, mas uso muito mais o chromebook.

      PDF o próprio Chrome lê, e tem diversos apps para o Chrome para editar pdf. Impressora da pra utilizar através do cloud printer, é simples, śó cadastrar a impressora.

      As aplicações do google docs também funcionam offline, da pra escrever, montar slide e planilha sem problemas.

  • Pedro Castilho

    Hoje sou uma pessoa feliz. Jamais daria quase 10mil dilmas em um Macbook, sempre tive problemas com Windows, mas me dou bem com o Ubuntu. Sou puta da Google, o que eles me pedirem eu faço sorrindo. Quando percebi que 95% das coisas que usava estavam dentro do Chrome, comprar um Chromebook fez todo o sentido. Comprei um Samsung Chromebook 2 há quase 5 meses por 900 dilmas.

    Me deu um pouquinho de medo quando chegou, parecia que tinha feito a coisa errada. Abri, loguei com a conta Google e todos os meus apps, extensões, favoritos e tema do Chrome foram sincronizados em 2 minutos. Estava em casa. Meus arquivos já estavam no Google Drive, edito textos e planilhas com facilidade, leio PDFs automagicamente sincronizados com o Android. Edito imagens simples com o Pixlr. Desenvolvo com o Cloud9. Controlo meus projetos com o Trello. Leio blogs com o Feedly. Assisto Netflix. Ouço músicas com o Spotify. Sinceramente, não preciso de mais nada.

    Para quem tem alguma dúvida, experimente instalar mais apps no seu Chrome, adicione atalhos para aplicativos, e veja se dá para viver bem. Não sinto falta de nada, não tenho problemas com instalações de programas, drivers, vírus ou qualquer outra coisa. Quase toda semana saem atualizações do sistema. Todos os dias abro-o e leva apenas um segundo para iniciar. A bateria dura 6-7 horas, mas se poucas abas estiverem abertas, chega a 8 horas. Em 1,5 horas está 100% carregado. Alguns apps, principalmente os do Google funcionam offline e sincronizam quando estão online, conforme os apps do Android. Quanto à performance, chego a abrir umas 20 abas ao mesmo tempo, dá uma engasgada, mas funciona. Algumas ficam abertas por semanas, desligo, ligo novamente e estão todas lá. Alguns acham 11,6” um pouco pequeno, eu achei perfeito, fino, leve e o teclado é super confortável. Hoje para mim, Chromebook é sinônimo de felicidade. Acho que nunca fiquei tão satisfeito e orgulhoso com uma compra.

    PS 1 – IMPRESSORA:
    Minha multifuncional HP não funcionou, quando conectei o USB, foi instalado um app da HP, mas não tive muita paciência de ver como configurar. O sistema tem suporte ao Google Cloud Print, mas também não vi como funciona. Como só imprimo alguma coisa uma vez por ano, talvez até o fim do ano eu descubra como funciona.

    PS 2 – UBUNTU:
    Como o ChromeOS é uma adaptação do Gentoo, é possível instalar o Ubuntu por cima do sistema atual. Procure por Crouton e encontrará um passo a passo. Não é difícil, mas é quase uma gambiarra, não me senti muito à vontade usando. Além disso, tem algumas limitações, já que o Chromebook é voltado para web, só tem 8GB de disco disponível.

    • Tiago H+

      Gostaria de agradecer pois o seu comentário foi um dos fatores que pesaram na balança quando estava analisando a compra do meu Chromebook.
      Me surpreendeu bastante e me adaptei rapidamente.

      Em relação ao Crouton instalei só por precaução, mas achei bem interessante e fácil. Só faltou ter um modelo melhor com 4GB e 32SD, mas esse já está excelente.
      Valeu!

    • Vinícius Jorge

      A gambiarra do seu PS2 é um dos grandes motivos de eu querer usar um Chromebook, pois adoro o mundo linux e abrir mão dele eu não queria. No meu caso eu transformei o meu Macbook Air (estava de saco cheio do OSX – que aliás eu não abria há meses em favor do meu Ubuntu) num “Chromiumbook” através da distribuição do CloudReady (empresa Neverware). Tenho tudo que um chromebook oferece (inclusive suporte a Flash, Netflix e atualizações periódicas – claro que não na mesma velocidade do ChromeBook original) e mais 128 GB SSD para brincar e encher de tralha, inclusive, os chroots do Crouton (tenho um com Xubuntu instalado e roda que é uma beleza usando o Xorg – com o Xiwi tive que fazer uns ajustes pra rodar).

      Até agora só alegria

  • Tiago H+

    Estava muito em dúvida na compra, quando chegou me adaptei rapidamente (perfil early adopter) e me surpreendi!
    É um sistema muito bom, rápido, simples de usar! Da pra se virar tranquilamente usando tudo em cloud, apesar de ter muitas alternativas offline na ChromeStore.
    A possibilidade de usar Linux via Crouton também o deixa como bom CxB… O problema é você querer usar o Linux invés do ChromeOS msm kkk…
    Autonomia espetacular, teclado e touch excelentes, tela com anti-reflexo. O contra é não ser IPS, ter poucas entradas USB e o hardware modesto demais. Mas mesmo assim, me surpreendeu muito! CxB ainda continua excelente, apesar de ter subido o preço nessa crise.
    Com SD da pra compensar a falta de emmc e os 2Gbs legam a máquina se for viciado em abrir muitas, muitas abas.

    • Legal! eu gosto, já to com o meu a mais de dois anos e nunca pensei que precisava trocar por um melhor hahaha chega a ser estranho, mas isso é um dos beneficios da cloud. Só não coloquei o coutron ainda por preguiça rs mas uso o ubuntu no pc.

      • Tiago H+

        E valeu, sua matéria foi importante para abrir um pouco a cabeça e arriscar num Chromebook. Realmente valeu a pena. Brigadão!